Labels

SUPPORT JULIAN ASSANGE

Thursday, April 13, 2017

THIERRY MEYSSAN -- 12 de Abril de 2017 : o mundo inclina-se novamente para a guerra


JORNAL DA MUDANÇA DA ORDEM MUNDIAL #14

12 de Abril de 2017 : o mundo inclina-se novamente para a guerra

A Casa Branca finalmente alinhou com a Coligação formada pelos neoconservadores em volta do Reino Unido e de várias empresas multinacionais. Os Estados Unidos retomam a política imperialista que decidiram em 1991 e reactivam a NATO. A ruptura com a Rússia e com a China foi consumada em 12 de Abril de 2017. O mundo está novamente na iminência de uma guerra nuclear.

 | DAMASco (SíRIa)  

JPEG - 26 ko
Durante duas semanas de intensa batalha no seio da administração Trump, os Estados Unidos atacaram ilegalmente a base aérea de Shai’yrat (na Síria) e depois multiplicaram sinais contraditórios, antes de apresentar as suas cartas:tornaram a lançar a sua política imperialista, de modo irrefutável.
Em menos de duas semanas, a administração Trump defendeu 7 posições diferentes a respeito da República Árabe da Síria. [1]
Em 12 de Abril de 2017, os Estados Unidos realizaram uma grande reviravolta.
Na mesma altura, o Secretário de Estado, Rex Tillerson,  viajou para Moscovo para tentar uma última abordagem pacífica; o Conselho de Segurança da ONU reuniu-se e registou uma acta do confronto; o Presidente Trump tornou a lançar a NATO contra a Rússia.

O Conselheiro Especial do Presidente Trump, Steve Bannon e o Secretário Adjunto, Sebastian Gorka, preparavam-se para reunir ao General Michael Flynn, enquanto a imprensa a favor de Trump fazia um balanço da sua actividade. Os boatos garantem que o genro do Presidente, Jared Kushner, é a única pessoa que o Presidente escuta, sem que esta informação seja verificável.
Parece que a Casa Branca está abalada, sob o impulso dos britânicos, que procuram preservar por todos os meios, o sistema jihadista que criaram. [2] O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, apoiou-se nos dirigentes europeus, que se tinham deixado convencer pelos neoconservadores, durante a Conferência de Segurança em Munique, em 19 de Fevereiro. [3]
Para justificar a agressão de um Estado soberano, membro da ONU, Rex Tillerson só pôde  referir um resumo dos serviços secretos americanos sobre o incidente de Shaykhun Khan; síntese que não apresenta nenhuma prova para suspeitar da Síria, mas que refere informações classificadas e termina com um apelo para a queda do "regime" vigente. [4].
A natureza irreversível desta reviravolta é medida através da leitura da resolução apresentada pela NATO no Conselho de Segurança, que a Rússia vetou. [5] Apresentado no Ocidente como um simples pedido de uma investigação neutra sobre o incidente químico Shaykhun Khan, na realidade tratava-se da colocação da Força Aérea síria sob o controlo do número 2 da ONU, Jeffrey Feltman. Este antigo conselheiro de Hillary Clinton, é o autor de um plano, total e incondicional, de rendição da Síria. [6]
O texto desta resolução mostra que o esboço foi arquivado em 6 de Abril, mas que os Estados Unidos não tinham submetido a votação, pois estavam pouco seguros si mesmos. Ignora a tentativa de mediação dos membros eleitos do Conselho de Segurança, que tentaram retornar a um pedido normal de investigação da ONU [7].
O princípio da colocação da Força Aérea síria sob o controlo da ONU utiliza a táctica que foi implementada, há 19 anos, em 1998, contra a Sérvia até à intervenção militar ilegal da NATO.
O Presidente Donald Trump concluiu a sua reviravolta ao receber o Secretário Geral da NATO, Jens Stoltenberg, na Casa Branca. Numa conferência de imprensa conjunta, declarou já não mantém que a Aliança seja obsoleta, agradeceu o apoio da mesma contra a Síria, e que está preparado para trabalhar em estreita colaboração com os seus aliados. [8]
Em resposta, a Rússia esclareceu que tinha actualizado 60% de sua força nuclear e que estava pronta para a guerra. [9]
Encontramo-nos na mesma situação de há seis meses, quando os Estados Unidos de Barack Obama, se recusaram a trabalhar com a China, com a Rússia e com os aliados dessas duas nações (Organização de Cooperação de Xangai e Organização do Projecto de Segurança Colectiva). Nessa altura, propunham cortar o mundo em duas partes distintas, que não se comunicariam uma com a outra, de maneira nenhuma. [10]
[1] « Les 6 positions de l’administration Trump sur la Syrie », Réseau Voltaire, 11 avril 2017.
[2Sous nos Yeux. Du 11-Septembre à Donald Trump, Thierry Meyssan, éditions Demi-Lune, 2017. Voir la seconde partie de l’ouvrage.
[3] « Le détournement de la Conférence sur la Sécurité de Munich », par Thierry Meyssan, Réseau Voltaire, 21 février 2017.
[5] “US, UK & France Resolution on Syria (Russian vetoed)”, Voltaire Network, April 12, 2017.
[6Sous nos Yeux. Du 11-Septembre à Donald Trump, Thierry Meyssan, éditions Demi-Lune, 2017. Pages 238-244 et 249-251.
[8] « Donald Trump relance l’Otan », Réseau Voltaire, 13 avril 2017.
[9] « La Russie se tient prête à une guerre nucléaire », Réseau Voltaire, 13 avril 2017.
[10] « Journal du changement d’ordre mondial #13 : Deux mondes distincts », par Thierry Meyssan, Al-Watan (Syrie) , Réseau Voltaire, 8 novembre 2016.
Articles sous licence creative commons
Vous pouvez reproduire librement les articles du Réseau Voltaire à condition de citer la source et de ne pas les modifier ni les utiliser à des fins commerciales (licence CC BY-NC-ND).
Post a Comment

assange



At midday on Friday 5 February, 2016 Julian Assange, John Jones QC, Melinda Taylor, Jennifer Robinson and Baltasar Garzon will be speaking at a press conference at the Frontline Club on the decision made by the UN Working Group on Arbitrary Detention on the Assange case.

xmas





the way we live

MAN


THE ENTIRE 14:02' INTERVIEW IS AVAILABLE AT

RC



info@exopoliticsportugal.com

BJ 2 FEV


http://benjaminfulfordtranslations.blogspot.pt/


UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00h UTC


By choosing to educate ourselves and to spread the word, we can and will build a brighter future.

bj


Report 26:01:2015

BRAZILIAN

CHINESE

CROATIAN

CZECK

ENGLISH

FRENCH

GREEK

GERMAN

ITALIAN

JAPANESE

PORTUGUESE

SPANISH

UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT


BENJAMIN FULFORD -- jan 19





UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT

PressTV News Videos