Labels

SUPPORT JULIAN ASSANGE

Tuesday, October 31, 2017

Manlio Dinucci -- A Arte da Guerra: O Verdadeiro Impacto do Pentágono Italiano




A Arte da Guerra

O Impacto do Pentágono Italiano
Manlio Dinucci

Os habitantes do bairro de Centocelle, em Roma, protestam com razão sobre o impacto da construção doPentágono italiano, no parque arqueológico e na sua área verde (il manifesto, 29 de outubro). Há, no entanto, outro impacto, muito mais grave, que fica em silêncio: o da Constituição italiana.

Como já documentado no Il manifesto (7 de março), o projecto de reunir os vértices de todas as forças armadas numa única estrutura, cópia em miniatura do Pentágono dos EUA, é parte integrante da «revisão do Modelo Operacional das Forças Armadas», institucionalizada no «Livro Branco da Defesa e Segurança Internacional»,  assinado pela Ministra Pinotti.

O mesmo altera as bases constitucionais da República Italiana, reconfigurando-a como potência que intervém militarmente nas áreas do Mediterrâneo - Norte da África, Médio Oriente e Balcãs - em apoio aos seus interesses vitais  «económicos e estratégicos» e em qualquer lugar do mundo - do Báltico ao Afeganistão – estão em jogo os interesses do Ocidente representados pela NATO sob o comando dos Estados Unidos.

Prática para tudo isto é a Lei-Quadro 2016, que institucionaliza as missões militares no estrangeiro (actualmente 30, em 20 países), financiando-as com um fundo do Ministério da Economia e Finanças. Cresce, assim, a despesa militar real que, com estas e outras vozes adicionais ao orçamento da Defesa, aumentou uma média de cerca de €70 milhões de euros por dia e que deverá chegar a cerca de 100 milhões por dia, consoante é exigido pela NATO.

A reconfiguração das Forças Armadas em função ofensiva requer armamentos de nova geração cada vez mais caros. A última aquisição, o míssil americano  Agm-88E Aargm,  versão modernizada  (um custo de 18,2 milhões de dólares, para 25 mísseis) em comparação com os modelos anteriores comprados pela Itália: é um míssil de médio alcance lançado por caças bombardeiros para destruir radares no início da ofensiva, ‘cegando’, assim, as defesas do país sob ataque.

A empresa de fabrico, a Orbital Atk, afirma que «o novo míssil também é compatível com o F-35», o caça americano da Lockheed Martin, cuja produção a Itália está a participar na fábrica Faco di Cameri administrada pela Leonardo ( antes, Finmeccanica), comprometendo-se a comprar-lhe 90 unidades. O primeiro F-35 chegou à base de Amendola   em 12 de Dezembro de 2016, tornando a Itália o primeiro país a receber, após os EUA, o novo caça de quinta geração que estará armado com a  nova bomba nuclear B 61-12.

A Itália, no entanto, não só compra, mas também produz armamento. A indústria militar é definida no Livro Branco como o "Pilar do Sistema do País", pois «contribui, através das exportações, para o reequilíbrio da balança comercial e para a promoção de produtos da indústria nacional em sectores de alta remuneração". Não faltam resultados: Leonardo ascendeu ao nono lugar na classificação das 100 maiores indústrias de guerra do mundo, com vendas anuais de armas de cerca de 9 biliões de dólares, em 2016.

No início de Outubro, a Leonardo Company anunciou a abertura de outra fábrica na Austrália, onde produz armamentos e sistemas de comunicação para a Marinha militar australiana. Por outro lado, para a produção no sector militar, que fornece, hoje à Leonardo, 84% das vendas, foram vendidas à Hitachi japonesa duas empresas Finmeccanica - a AnsaldoSts e a Ansaldo Breda - líderes mundiais da produção ferroviária.

Sob este «pilar do Sistema do País» está a construir-se, com fundos apoiados pelo Orçamento da Lei de Estabilidade, o Pentágono italiano, a nova sede do Ministério da Guerra.  

Il manifesto, 31 de Outubro de 2017


N.d.T – Sede e filiais da Leonardo Company em:


Tradutora: Maria Luísa de Vasconcellos

Email: luisavasconcellos2012@gmail.com
Post a Comment

assange



At midday on Friday 5 February, 2016 Julian Assange, John Jones QC, Melinda Taylor, Jennifer Robinson and Baltasar Garzon will be speaking at a press conference at the Frontline Club on the decision made by the UN Working Group on Arbitrary Detention on the Assange case.

xmas





the way we live

MAN


THE ENTIRE 14:02' INTERVIEW IS AVAILABLE AT

RC



info@exopoliticsportugal.com

BJ 2 FEV


http://benjaminfulfordtranslations.blogspot.pt/


UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00h UTC


By choosing to educate ourselves and to spread the word, we can and will build a brighter future.

bj


Report 26:01:2015

BRAZILIAN

CHINESE

CROATIAN

CZECK

ENGLISH

FRENCH

GREEK

GERMAN

ITALIAN

JAPANESE

PORTUGUESE

SPANISH

UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT


BENJAMIN FULFORD -- jan 19





UPDATES ON THURSDAY MORNINGS

AT 08:00 H GMT

PressTV News Videos